Cinema of the Future

The Cinema of The Future: TEXTO

Análise inicial do texto “The Cinema of the Future”.

/

Em “The Cinema of the Future”, Morton Heilig apresenta aquilo que acredita ser a evolução necessária do cinema, tendo em conta os princípios de interacção e experiência do utilizador.
O autor refere a importância da utilização que o ser humano faz dos seus sentidos, visão, audição, olfacto e tacto, para compreender o mundo que o rodeia, para adquirir aquilo a que este chama de consciência:

“Consciousness os a composite of all the sence impressions conveyed to the brain by the sensory part of the nervous system which can be divided into the great receiving organs – the eyes, ears, nose, mouth, and skin.”

Morton aponta a experiência e a interacção do espectador como um factor determinante.

“Provoke more of the spectator’s participation, not less. For without the active participation of the spectator there can be no transfer os consciousness, no art.”.

Entre a explicação de como o ser humano utiliza os seus sentidos, e de como uma experiência futura envolverá uma participação por parte do espectador a diversos níveis cognitivos, o autor estabelece um objectivo para o Cinema do Futuro: “Open your eyes, listen, smell, and feel – sence the world in all its magnificent colors, depth, sounds, odors, and textures – this is the cinema of the future!”

/

‘A alma nunca pensa sem uma imagem mental’

ARISTÓTELES. In: YATES, F. A. The Art of Memory. Chicago: The University of Chicago Press, 1984, p. 32

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s